No mês do Setembro Amarelo, o Indyu programou uma manhã diferente para os alunos do Ensino Médio. A palestra “Suicídio é coisa que se fale?” foi organizada pela direção do colégio a fim de debater um tema, que é considerado tabu entre os adolescentes, e esclarecer dúvidas.

“Esta é uma temática difícil de ser discutida, então, juntamente com a coordenação, decidimos trazer profissionais para conversar com nossos estudantes, dando abertura para ouvir os questionamentos, tirar as dúvidas e oferecer orientação”, explica a diretora, Gabrielle Mourão.

Um dos palestrantes convidados, Gabriel Sapucahy, é médico psiquiatra e ressalta que para um debate enriquecedor de forma a alcançar o público é necessário usar um vocabulário acessível. “Durante todo o mês são mobilizadas campanhas sobre o assunto, mas para sensibilizarmos os jovens é preciso usar uma abordagem diferente, falar de uma forma que eles entendam”. E conclui, “a depressão acomete todas as idades, e verbalizar os sentimentos ajuda a minimizar os danos”.

Também palestrante e colaboradora egressa da rede, a psicóloga Mônica Alves avaliou positivamente a iniciativa do colégio. “Essas saídas que as escolas têm, como produzir rodas de conversa, trazer profissionais, dar espaço para perguntas, é muito eficaz para quebrar a distância. Assim, eles sabem que não estão sozinhos nas dificuldades”. E completa, “a preocupação com o bem-estar e valorização da vida é um compromisso ético da Psicologia, por isso estou muito feliz pelo convite”, frisou.

A palestra teve a aprovação dos alunos, para a estudante do 3° ano, Nathalia Santarém, os compromissos e responsabilidades que chegam com a idade podem sobrecarregar, “principalmente no último ano, com provas e vestibulares, a ansiedade aumenta e nem sempre conseguimos conversar muito com os nossos pais. Então, ajuda muito saber que a escola está aqui para nos escutar”, finaliza.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *