O termo bullying é utilizado para caracterizar ações de violência e outras maneiras agressivas e humilhantes adotadas por alunos. É uma prática intencional e repetitiva que descarta o respeito mútuo e a igualdade do ser humano, utilizando de apelidos indesejáveis, ofensas, humilhações, discriminações, exclusão social, dominações, agressões físicas e quebra de pertences para destacar seu poder.

Como medidas de prevenção e disseminação de informações sobre os danos que bullying podem acarretar na vida dos adolescentes, convidamos a palestrante Especialista Rosane Queiroz para bater um papo com nossos alunos, e esclarecer os tipos de bullying que podem ocorrer, oferecendo estratégias mais assertivas para que eles se fortaleçam e enfrentem situações que por ventura possa surgir durante a vida escolar, afirma a diretora Gabrielle Mourão.

Um em cada dez estudantes brasileiros é vítima de bullying, a psicóloga Rosane Queiroz Duarte Especialista em Terapeuta Cognitivo – Comportamental de crianças e adolescentes, defende que pais e escola devem estar atentos ao comportamento dos jovens e manter sempre abertos os canais de comunicação com eles. Rosane ressalta que já foi vítima de Bullying e que estar desse lado não é nada agradável, ela propõe que os adolescentes devem procurar ajuda e não se isolarem, o isolamento e o distanciamento social é uma das estratégias mais utilizadas pelos adolescentes, Rosane diz que, existem estratégias mais assertivas para enfrentar o bullying, como: o diálogo com amigos, algum parente e a construção de uma rede de apoio para que o indivíduo não sofra ou passe sozinho por isso.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *